Aprovado agora (09/07) pelo Governo Federal o valor de R$ 5.000 do Auxílio Emergencial para CPFs SORTUDOS

O Governo Federal está oferecendo um auxílio emergencial de R$ 5.100,00 em pagamento único para famílias deslocadas devido às recentes enchentes no Rio Grande do Sul. Este suporte é destinado exclusivamente às famílias que precisaram deixar suas residências temporariamente ou permanentemente devido às condições de calamidade nos municípios afetados.

Auxilio Emergencial Aprovado agora (09/07) pelo Governo Federal o valor de R$ 5.000 do Auxílio Emergencial para CPFs SORTUDOS
Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Para solicitar o auxílio, as famílias devem residir em áreas atingidas pelas enchentes e cujos municípios estejam oficialmente reconhecidos em estado de calamidade ou emergência pelo governo.

Como vai funcionar o novo auxílio do governo?

Cadastro pelo município: O município enviará os dados de cada família ao Governo Federal, incluindo informações detalhadas sobre seus membros e endereço completo, preferencialmente com o responsável pelo cadastro sendo uma mulher.

Confirmação dos dados: O responsável familiar acessará o sistema usando o botão “Sou Cidadão” e sua conta GovBr para confirmar os dados fornecidos.

Envio para a Caixa Econômica Federal: Após a confirmação dos dados, as informações serão enviadas para a Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento do auxílio.

Recebimento do Benefício: As famílias com conta na Caixa receberão o valor diretamente em suas contas. Para aquelas sem conta, será aberta automaticamente uma conta poupança no nome do responsável familiar, que poderá acessar os recursos pelo aplicativo Caixa TEM.

Pedido de prorrogação do auxílio reconstrução

O prazo final para o cadastro das famílias afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul para o Auxílio Reconstrução encerrou no mês passado.

No entanto, a Federação dos Municípios Gaúchos (Famurs) solicitou uma prorrogação para garantir a inclusão correta de todas as famílias afetadas no programa. Essa extensão visa evitar pagamentos indevidos e assegurar que apenas os necessitados sejam beneficiados.

Como garantir o repasse do auxílio?

Para assegurar o repasse do Auxílio Reconstrução, as prefeituras devem registrar todas as famílias afetadas no site específico do programa. Após o registro, o responsável familiar deve confirmar as informações no mesmo portal. Após análise e validação dos dados, a Caixa realiza o depósito diretamente na conta indicada.

Até agora, 256,7 mil famílias de 115 municípios foram aprovadas para receber o auxílio. Deste total, 208 mil já confirmaram seus dados e 202 mil já receberam o pagamento, somando mais de R$ 1 bilhão em benefícios distribuídos. O governo federal visa alcançar 375 mil famílias, totalizando R$ 1,9 bilhão destinados à recuperação dos danos das enchentes no estado.

Essas medidas são essenciais não só para reconstruir as áreas afetadas, mas também para assegurar o uso eficiente dos recursos, direcionando-os aos mais necessitados durante esta crise.

William Tormen

Ao longo da minha trajetória profissional, me dediquei à especialização em conteúdo para Google News e Discover, acumulando mais de 18 anos de experiência nesse segmento. Na minha jornada, ascendi à posição de CEO de uma Agência Digital e me tornei sócio em outras agências,… Mais »